segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Resenha: Nimona


Sinopse: “Nimona é uma metamorfa sem limites nem papas na língua, cujo maior sonho é ser comparsa de Lorde Ballister Coração-Negro, o maior vilão que já existiu. Mas ela não sabia que seu herói possuía escrúpulos. Agora, Coração-Negro não só tem que enfrentar seu arqui-inimigo e ex-amigo, o célebre e heroico Sir Ambrosius Ouropelvis, mas também impedir que a fiel comparsa destrua todo o reino ao tentar ajudá-lo. Uma história subversiva e irreverente que mistura magia, ciência, ação e muito humor sobre camadas e mais camadas de reflexão – entre uma batalha e outra, é claro”.

Título: Nimona.
Autora: Noelle Stevenson.
Páginas: 272 páginas.
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-006-227-823-4.

 

Algumas Impressões 

       Acredito que, se você acompanha o Fleur há pelo menos um mês, já deu para perceber que sou louca por histórias em quadrinhos tanto quanto sou por livros (especialmente os de fantasia e ficção), não é mesmo? E quando uma editora que adoro (e que felizmente é parceira do blog) resolve reunir as duas coisas em apenas um título, é garantia de que vou gostar da história. Mas, inicialmente, eu não ia receber “Nimona”, da autora Noelle Stevenson, da parceria com a editora Intrínseca. Isso porque meu coração falou mais alto por “O Martelo de Thor”, do tio Rick Riordan, que é o segundo volume da série “Magnus Chase e os Deuses de Asgard”. Entretanto, algo aconteceu na hora de responder aos formulários e os correios acabaram entregando por aqui a história em quadrinhos ao invés do enredo nórdico. Não sei vocês, mas acho que o universo queria que eu fizesse a leitura desta HQ. Na trama, conhecemos Lorde Ballister Coração Negro, o vilão mais odiado do reino, e é por esta característica em especial que Nimona, uma metamorfa ousada e extrovertida, gosta dele. Um belo dia, a adolescente de cabelos cor de rosa simplesmente aparece no laboratório supersecreto do vilão, e se autoproclama sua nova assistente, para ajudá-lo a por em prática seus “planos do mal”. Acontece que as expectativas da garota logo são frustradas, ao perceber que Coração Negro não é tão mal assim, segue regras específicas e é totalmente contra matar pessoas inocentes. O que Nimona deseja é incrementar os planos do chefe, colocando mais crueldade e um número surpreendente de explosões com o objetivo de finalmente derrotar seu arqui-inimigo, o herói Ambrosius Ouropelvis. Mas tanto Coração Negro quanto Ouropelvis, além do resto do reino, vivem sob o controle da Instituição, que dita as regras e os limites de heroísmo e vilania praticados. As coisas não são o que parecem ser, e os papéis entre heróis e vilões podem estar seriamente trocados...


       Publicado originalmente como uma webcomic separada em capítulos, “Nimona” tem um estilo de ilustração simples e único, com cores marcantes e um traço muito bonito, além de uma narrativa envolvente, divertida e muito rápida de ler, tanto que terminei a leitura de suas quase trezentas páginas em apenas uma noite. O cenário merece destaque, uma vez que mescla elementos da fantasia medieval, como monarquia, vestuário, batalhas e magia, com ciência e tecnologias avançadas. Esta mistura irreverente criada por Noelle faz com que a trama aborde a discussão ciência versus magia, e como, de certa forma, uma complementa a outra. Coração Negro é um cientista cético, mas Nimona – com todos os seus poderes fantásticos – lembra-o constantemente que a magia não precisa de maiores explicações. Em uma sociedade extremamente engessada onde cada um conhece e pratica especificamente seu papel, a personagem chega para mudar as coisas e colocar tudo de cabeça para baixo, quebrando paradigmas e levantando questionamentos sobre as definições de bem e mal e os clichês da fantasia. Com uma edição impecável da Intrínseca, a versão brasileira trás ao final estudos de desenvolvimento da personagem, além de historinhas extras, publicadas originalmente como especiais de Natal (online). A protagonista “Nimona” é maravilhosa, fofa e com uma dose estratosférica de Girl Power, além de misteriosa e com um background muito complexo, que, assim como seu relacionamento com Coração Negro, é central para a trama. Gostei muito da forma como a autora trabalhou os diferentes tipos de relacionamento entre os personagens, e, apesar de ter deixado alguns questionamentos em aberto para a reflexão e imaginação do leitor, eu amei esta história e recomendo MUITO a leitura. Inclusive, acho que vou ler de novo agora mesmo, pois, depois de conhecer Nimona, é quase impossível não querer saber mais sobre ela.


Sobre a Intrínseca

Uma editora jovem, não só na idade – afinal foi fundada em dezembro de 2003 – mas no espírito inovador de optar pela publicação de ficção e não ficção priorizando a qualidade, e não a quantidade de lançamentos. Essa é a marca da Intrínseca, cujo catálogo reúne títulos cuidadosamente selecionados, dotados de uma vocação rara: conjugar valor literário e sucesso comercial.


8 comentários:

  1. Heróinas metamorfas <3
    Acho que essa de ciência x magia é mais ou menos uma metáfora para ciencia x religião (ou não). Como tô sentindo falta de comprar HQ's :'( aqui não vende em lugar nenhum!!!!
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim <3 Eu adorei porque ela não é bem uma heroína mas também não é vilã, ela é maravilhosa e desbocada! KKKKK Eu amei <3 É, eu acredito que tem uma analogia mesmo, mas nessa história é mais ciência x magia mesmo. Como assim aí não vende HQ????????1111 Que lugar é esse? KKKKKK Come to Brazil! Um beijo <3

      Excluir
  2. QUE RESENHA MARAVILHOSAAAAA!
    Eu preciso muito ler essa hq, porque só ouço elogios sobre ela. Tenho certeza que vou me divertir muito, além de que os traços das ilustrações são lindos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaa <3 Ela é maravilhosa, eu gostei muito! Os traços são realmente muito bonitos e a história é original e irreverente! Eu amei <3 Um beijo : *

      Excluir
  3. Adorei a ambientação da história! E gostei muito dos traços da HQ! Eu também adoro quadrinhos e um dos aspectos que mais me chamou a atenção na história é essa abordagem de ciencia e magia! Amei a dica! Beijos!!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gostei bastante! É uma história original, irreverente e com traços lindos mesmo <3 Achei muito bacana a forma como abordaram essa questão ciência e magia, acho que vai gostar! Um beijo : *

      Excluir
  4. Lendo sua resenha acabei me interessando por esse hq, fiquei muito curiosa pela história! Sua resenha é fascinante <3 Eu também amei as ilustrações.
    Beijos,
    www.dosedeilusao.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é muito bacana! Muito obrigada <3 Essa hq é uma das melhores que já li, e os traços são realmente incríveis! Um beijo <3

      Excluir