domingo, 19 de abril de 2015

Sessão Pipoca: Velozes & Furiosos 7


    Emocionante. Uma palavra que descreve bem o novo Velozes & Furiosos. Quando o passado começa a interferir no presente, Dom (Vin Diesel), Brian (Paul Walker), Letty (Michelle Rodrigues) e o resto da equipe têm de se unir novamente. Após os acontecimentos em Londres (Velozes & Furiosos 6), eles tiveram a chance de voltar para os Estados Unidos e recomeçar suas vidas. Mas a tranquilidade dura pouco, uma vez que Ian Shaw (Jason Statham) - um assassino profissional - surge em busca de vingança pela morte do irmão. O filme investe na construção de uma cronologia mais precisa entre este e os capítulos anteriores da franquia, envolvendo momentos de Velozes & Furiosos 6 e também Velozes & Furiosos: Desafio em Tóquio. É aí que entendemos melhor a relação entre os filmes, a aparição de Dom no final de Desafio em Tóquio e o real motivo da morte de Han (Sung Kang). A diferença entre as aventuras anteriores é que, desta vez, não se trata só de ser veloz. A corrida real é pela sobrevivência, e eles tem de - ao invés de caça - tornar-se caçadores. 
      

Título: Velozes &  Furiosos 7 (Fast and Furious 7).
Direção: James Wan.
Duração: 2 horas e 17 minutos. 
Distribuidor: Universal Pictures.
Gênero: Ação.


     O filme dirigido por James Wan - que chegou aos cinemas no dia dois deste mês - não deixa a desejar com suas sequências completamente absurdas, muita ação insana, Tyrese Gibson e Ludacris como alívios cômicos e uma trilha sonora viciante (Destaque para "Get Low"). Carros tunados e modificados das mais diversas formas, lutas (destaque para a entre Michelle Rodrigues e a lutadora profissional de MMA, Ronda Rousey) e muitos tiros disparados. Tudo isso em versão 3D. Como não poderia ser diferente, o final do personagem Brian O'Connor, vivido por Paul Walker desde os primórdios da franquia, serve de homenagem ao ator que morreu em 30 novembro de 2013 em um acidente de carro, ainda durante as filmagens do longa.


    A produção faz as vias de filme-tributo ao ator e é difícil segurar as lágrimas nas cenas finais, momentos antes dos créditos subirem. Assim como nos últimos filmes, temos a deixa do "chegou a hora do desafio final", mas com certeza este não será o último Velozes & Furiosos.


Observação: Esta postagem faz parte do projeto 24 filmes para 2015, do grupo Blogs que Interagem, categoria Ação.

6 comentários:

  1. Quero muito assistir mas não acompanhei todos os filmes, fico com medo de não entender. rs
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu assisti a franquia quase toda, só não vi o do Rio, mas, como eu disse ai no post, ele é basicamente a continuação do 6, que são os fatos que influenciam nele. Se você assistir ao seis tudo bem :D Um beijo : *

      Excluir
  2. Olá,
    Não sou muito fã de filmes no estilo, porém, Velozes e Furiosos é bem legalzinho, já assisti alguns.

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei porque, mas sempre gostei de filmes e games envolvendo carros! Um beijo : *

      Excluir
  3. Olha, meu namorado tá doido para ver esse filme. Apesar de eu "até que" curtir esse estilo de filme, eu não me lembro nem de ter visto o primeiro velozes e furiosos, haha. Daí fica meio complicado né? kkk
    Beijos | Pretty Thins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme tem umas sequências beeeem absurdas, mas é muito legal! Eu gosto do estilo e acompanho a franquia, mas se você assistir o 6 vai entender bem o que rola no 7 :D Vai por mim! Um beijo : *

      Excluir