terça-feira, 3 de março de 2015

Resenha: O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel

"Algumas pessoas que leram o livro, ou que de qualquer forma fizeram uma crítica dele, acharam-no enfadonho, absurdo ou desprezível; e eu não tenho razões para reclamar, uma vez que tenho opiniões similares a respeito do trabalho dessas pessoas, ou dos tipos de obras que elas evidentemente preferem." J.R.R. Tolkien
      Desde que Bilbo Bolseiro voltara de sua jornada para ajudar os anões a recuperarem a Montanha Solitária das garras do terrível dragão Smaug, sessenta anos já haviam se passado, mas as marcas da idade relutavam em bater à porta de sua confortável toca hobbit. Há alguns anos, seu sobrinho Frodo partira da Terra dos Buques e viera morar com ele, fazendo-o companhia em Bolsão.

      O velho hobbit andava ocupado com os muitos preparativos para a grande festa em comemoração a seu 111° aniversário – e 33° de Frodo (idade em que os hobbits se tornam adultos) - para a qual todos seriam convidados. E o que apenas Frodo e o mago Gandalf sabiam, mas que ninguém esperava, é que Bilbo, usando o “anel mágico” que encontrara nas Montanhas Sombrias em sua jornada, desapareceria no meio da comemoração, deixando tudo para trás (inclusive o anel) e partindo para sempre do Condado.

      Quando Gandalf confirma suas suspeitas de que o simples anel do hobbit é na verdade o Um Anel do poder forjado nas terras de Mordor pelo Senhor do Escuro Sauron, Frodo se vê obrigado a também ir embora de Bolsão, partindo com seu amigo (e fiel jardineiro) Sam Gamgi e seus primos Merry e Pippin rumo à Valfenda, onde o destino do anel deve ser decidido. 


"Três Anéis para os Reis-Elfos sob este céu,
Sete para os Senhores-Anões em seus rochosos corredores,
Nove para Homens Mortais, fadados ao eterno sono,
Um para o Senhor do Escuro em seu escuro trono
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam.
Um Anel para a todos governar, Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam."
Título: O Senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel.
Autor: J. R. R. Tolkien.
Editora: Martins Fontes.
Páginas: 566 páginas.
ISBN: 8533615558.
Edição/Ano: Primeira Edição / 2002.

   
         O perigo é crescente e cada minuto torna-se decisivo, já que Sauron sabe que seu anel foi encontrado e o deseja. O Senhor do Escuro envia seus nove cavaleiros, os Nazgûl, para capturarem Frodo e trazerem de volta o Um Anel. Após um longo caminho, o grupo chega a Valfenda com a ajuda de Passolargo, um guardião amigo do mago Gandalf e descendente dos antigos grandes reis dos homens na Terra Média.

       No Conselho de Elrond - o meio elfo Senhor de Valfenda - fica decidido que Frodo será o Portador do Anel, partindo em uma perigosa jornada rumo à Montanha da Perdição em Mordor, uma vez que o Um Anel só pode ser destruído no fogo onde foi forjado. Os hobbits Sam Gamgi, Merry e Pippin o acompanham, assim como Passolargo e o mago Gandalf, o anão Gimli, o elfo Légolas e Boromir dos homens de Minas Tirith, formando a Sociedade do Anel. 


Algumas Curiosidades:

- Existem três raças de Hobbits: Os Pés-Peludos, os Grados e os Cascalvas.
- Frodo é filho de primos de Bilbo em primeiro e segundo grau e primo do próprio Bilbo com intervalo de uma geração. Além disto, os dois fazem aniversário no mesmo dia, 22 de setembro.
- O pai de Frodo se chamava Drogo Bolseiro, e morreu afogado assim como a mãe de Frodo, enquanto andavam de barco no Rio Brandevin. 
- Não foi a elfa Arwen que ajudou Frodo e os outros a entrar em Valfenda, como é mostrado na adaptação cinematográfica. 

10 comentários:

  1. Me sinto uma bosta quando leio algo nerd nesse nível, porque não entendo absolutamente nada. Devo ser uma das pouquíssimas pessoas na galáxia que nunca leu Senhor dos Anéis e/ou HP, e isso é frustrante, porque eu quero, mas minha linda mamãe não deixa e eu não consigo concluir livros em PDF, então, fica aqui minha profunda tristeza por ter achado sua resenha incrível, apesar de não ter entendido nada ~adeus vida.


    Beijos. Blog Bright Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim sua mãe não deixa você ler Harry Potter e O Senhor dos Anéis? As mães não deveriam fazer isso, não é justo (quase um crime) .-. Eu também não consigo ler nada em PDF! Que bom que gostou da resenha (apesar de não ter entendido nada KKK) <3 Volte mais vezes! Um beijo : *

      Excluir
  2. Me sinto super extra terrestre por nunca ter assistido os filmes, imagina então se li os livros (só pra dizer, não li). :(
    E olha que eu até comprei os DVDs no ano passado, mas cadê que parei pra ver!
    Beijos! :*

    http://www.biancagsnunes.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já havia assistido os filmes várias vezes, mas estava há dois anos procurando uma edição específica dos livros que só consegui comprar no ano passado. Agora que estou lendo percebo que a adaptação foi fiel em alguns pontos, mas sempre tem isso ou aquilo bem diferente. Assista, você vai gostar! Um beijo : *

      Excluir
  3. Eu nunca assisti o filme , mais to começando a ler o livro *-*
    Bjnhs
    http://karoline-o-meu-melhor.blogspot.com.br/2015/03/tag-meu-blog-e-eu.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, depois que terminar de ler, assista os filmes! Eles também são muito bons <3 Beijos : *

      Excluir
  4. Deveria ser leitura obrigatória =P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho! As escolas poderiam adotar as obras de Tolkien como leitura base para os alunos KKK Um beijo : *

      Excluir
  5. Pra mim, Senhor dos Anéis é como uma bíblia haha. No caso da Sociedade do Anel, um dos pequenos problemas que tive, foi nas primeiras cenas, com a festa do Bilbo. ela é extremamente longa e isso nos deixa meio com ''saco cheio''. Hah. Mas o desenvolvimento é ótimo, eu adoro escritores que descrevem tudo, desde a sombra de uma folha até uma formiguinha andando descontraidamente no machado do Gimli. Tolkien não economiza nas palavras e isso é ótimo. Ajuda a construir toda a magia do LOTR.

    Enfim, haha, adorei. <3
    Grande beijo!
    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também tive este problema no início! Antes de ler muitas pessoas me falavam que o livro era cansativo, pois Tolkien não economiza mesmo nas descrições. Mas acabei descobrindo que este é meu tipo de livro! Concordo com você, ajuda a construir a magia da história e a nos levar para dentro dela! Um beijo : *

      Excluir