quarta-feira, 28 de março de 2018

Sons of an Illustrious Father, banda de Ezra Miller, vem ao Brasil em junho

Desde que anunciaram que Ezra Miller integraria o elenco de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” (2016), como Credence Barebone, criei uma enorme expectativa quanto a essa produção, afinal, já havia me apaixonado por ele em “As Vantagens de Ser Invisível” (2012) e “Precisamos Falar Sobre Kevin” (2011). Além de ator, Ezra, de 25 anos, também é cantor, músico e modelo, e começou sua carreira no cinema com “Afterschool”, ainda em 2008. Em 2014, foi Leon Dupuis em “Madame Bovary”, e, além de Credence, atualmente interpreta Barry Allen (The Flash) nos filmes do Universo Estendido da DC Comics, como em “Batman vs. Superman: A Origem da Justiça” (2016) e “Liga da Justiça” (2017). 


Já a música faz parte de sua vida desde a infância, e, ainda aos seis anos de idade, passou a ter aulas de canto como uma forma de superar a introversão. Dos nove aos onze anos de idade integrou o Coral Metropolitano de Ópera para Crianças, e, desde 2012, é vocalista, baterista e tecladista do trio Sons of na Illustrious Father. A banda, atualmente composta por ele e os amigos Josh Aubin (teclado, guitarra e percussão) e Lilah Larson (guitarras, baixo, bateria e percussão), já passou por inúmeros estilos e formações - desde um duo acústico a um quinteto de rock -, e suas músicas possuem fortes inspirações em artistas como Tom Waits e Nirvana, bem como referências do Punk, Folk tradicional, Rock’n Roll, Jazz e Hip Hop contemporâneo. 

O resultado é uma experiência ao mesmo tempo delicada e agressiva, silenciosa e barulhenta. Ah, e não são apenas os padrões de gêneros musicais que os integrantes desconstroem, uma vez que se definem como genderqueer, levantando uma importante discussão sobre papéis sociais e de gênero. O trio já lançou dois álbuns completos, um EP, e, mais recentemente, uma série de singles, e em junho deste ano desembarcam no Brasil para um único show em São Paulo, no Espaço das Américas. A apresentação vai rolar no dia dois de junho (sábado), os ingressos já estão à venda pela Ticket 360 (clique aqui para comprar), e a classificação etária é de dezesseis anos. E aí, quem vamos?

Texto produzido com fotos e informações da produtora Barravento Artes (alissonprando@yahoo.com.br), Paper Mag e Last.fm. 

2 comentários:

  1. Eu não fazia ideia que ele tinha uma banda e que era modelo também! Ele é um daqueles artistas completos, né? Também gosto bastante da atuação dele, o acho meio creepy e isso me agrada bastante HAHAHA
    Beijo!
    Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da banda eu sabia, as músicas deles são ótimas. Mas modelo foi surpresa para mim também haha Eu fui pesquisar mais sobre ele para criar o post e ele é muito talentoso e multitarefas sabe. Amo demais <3 E o estilo de atuação dele é incrível, bem estranho e diferenciado, o que eu adoro! Um beijo <3

      Excluir