terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Resenha: Uma História de Verão

“Não foi dessa vez que prometi que não deixaria nenhum homem quebrar meu coração novamente. Isso só aconteceu um ano depois. E o culpado foi o primeiro cara que vi assim que desci a escada para o jantar de comemoração. É o passado voltando para me assombrar”. 

Sinopse: “O último verão antes da faculdade não será fácil para Analu! É um momento crítico para ela e para qualquer pessoa: o vestibular. Na verdade, o resultado não é o maior problema, mas sim a escolha que ela fizera. Ela finalmente havia ultrapassado todos os limites! Os pais até poderiam lidar com suas roupas estranhas, o corte de cabelo diferente ou as atitudes rebeldes. Mas nada poderia ser pior do que acabar com a carreira que já estava nos planos da família, e trocar o curso de Direito por Cinema. As persistentes comparações da menina com seu irmão gêmeo, André Luis, também não deixam nada mais fácil. O grande exemplo de filho faz tudo para agradar e, assim como o pai, corre atrás de seus objetivos mesmo que pra isso tenha que ser egoísta e ganancioso. Analu está cansada de tanta hipocrisia e da cobrança de todos. Afinal, a família pode até parecer perfeita, mas, na verdade, tem o pior dos relacionamentos. Sua mãe fecha os olhos para as traições do marido, seu irmão não se importa com ninguém desde que ganhe a parte dele, e seu pai... ela não gosta nem de pensar no quanto ele é desprezível. Tudo o que Analu quer agora é paz, aproveitando as férias na praia com seus melhores amigos, antes de enfrentar o furacão que já chegou em sua vida. Só que, para coroar esse verão da discórdia, alguém em quem ela definitivamente não pensava nem queria mais ver na vida está de volta, depois de dois anos. Analu jamais conseguiu esquecer Murilo, sua primeira grande decepção amorosa. Pelo menos, depois de destruir seu coração, ele tinha sumido, se mudara para outra cidade. Mas agora ali estava ele, com aquele sorriso cafajeste que sempre veio com um alerta de perigo, mas que Analu nunca foi bem-sucedida em respeitar. Com tantos exemplos de relacionamentos malsucedidos, a garota aprendeu que o amor romântico não existe. É como uma bomba prestes a explodir, e azar de quem estiver comprometido demais para não conseguir fugir antes da catástrofe. Nada de envolvimento, nada de se apaixonar, nada de apego. Era assim que ela havia sobrevivido até hoje. Seria uma pena se a volta de Murilo não a fizesse duvidar de tudo isso, não é mesmo? ”. 

Título: Uma História de Verão. 
Autora: Pam Gonçalves. 
Páginas: 304 páginas.
Editora: Galera Record. 
ISBN: 978-85-01-11097-8.

“É um terreno perigoso estabelecer uma conexão com alguém, porque é aí que as expectativas começam a ser construídas. É por isso que decido não ir além. Eu poderia escapar por mais uma semana ilesa antes de começar a minha nova vida. Certo? ”. 

Algumas Impressões 

Você com certeza já viveu uma história de verão, seja um daqueles romances épicos (que podem tanto dar certo quanto muito errado), aventuras ou desventuras com os amigos durante uma viagem, ou mesmo experiências inacreditáveis que se transformam em lembranças para a vida toda. E, se tem entre dezessete e vinte anos, também já passou pelo momento decisivo que é o vestibular, a escolha da carreira. Agora, imagine juntar as duas coisas: a ansiedade pela nova fase que é a universidade com a loucura de uma última viagem de verão com os melhores amigos antes de cada um seguir a própria vida. É a receita para o famoso “tudo pode acontecer”, certo? Ainda mais quando um romance não resolvido do passado resolve aparecer para bagunçar tudo de vez! E é exatamente neste cenário que se passa “Uma História de Verão”, da autora Pam Gonçalves. Conheci a Pam através do canal dela no Youtube, e já havia feito a leitura de “Boa Noite”, seu primeiro livro, também publicado pela Galera Record. E, na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro (em setembro do ano passado), pude conhecê-la pessoalmente e comprar seu novo lançamento, no caso, “Uma História de Verão” (clique para assistir ao vlog). Desde o primeiro momento minhas expectativas eram altas, pois gostei muito do primeiro livro da autora, que aborda assuntos extremamente pertinentes, como abuso e assédio no âmbito universitário (clique para ler a resenha). E tenho que dizer que, apesar de ter uma carga maior de romance e abordar alguns típicos problemas adolescentes, me surpreendi com a forma como este enredo me conquistou, sendo uma leitura leve e divertida que me prendeu em cada uma de suas pouco mais de trezentas páginas. 

“Esse é o perigo. A partir do momento que eu deixá-lo entrar de novo na minha vida, sei que vai fazer uma bagunça sem precedentes. Estava disposta a lidar com as consequências? Eu havia aprendido o bastante para não deixar que ele me machucasse outra vez? ”.

Para falar a verdade, apesar da resenha só estar indo ao ar agora, concluí a leitura ainda em setembro de 2017, logo depois da Bienal. Mas, além do fato de estar reorganizando as coisas por aqui para começar 2018 com o pé direito, achei que minha opinião sobre este livro merecia ir ao ar na época em que a trama se passa, o verão, com as férias, o calor e as infinitas possibilidades! Confesso que Analu me deu nos nervos diversas vezes, em grande parte por conta de sua essência confusa (e até um pouco amarga), mas, no fim, a personagem conseguiu gerar empatia para que eu torcesse por ela e pela resolução de seus conflitos. Por outro lado, gostei particularmente da forma como a trama é crível, ou seja, em como é um enredo do cotidiano, com problemas reais, pessoas reais e desfechos possíveis. Também gostei do modo como os personagens foram construídos, trazendo estereótipos mais empoderados e representativos, como os dois melhores amigos da protagonista. O cenário e o clima da narrativa, bem como o ritmo, também me agradaram, e fiquei morrendo de vontade de visitar os lugares presentes no livro. Por fim, senti uma evolução da escrita da autora entre uma narrativa e outra (sem perder seu estilo), e estou profundamente ansiosa pelo próximo livro da Pam! No mais, a leitura é super recomendada se você quer começar o ano com uma boa história de verão! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário