terça-feira, 7 de novembro de 2017

Pega Para Ler: Thrillers, do Grupo Editorial Record

Desde o ano passado, tenho lido muitos livros de um gênero específico, o thriller, e percebido o quanto a minha forma de consumir literatura como um todo mudou drasticamente. As histórias deste gênero (e seus subgêneros), são complexas, misteriosas e profundas, e proporcionam leituras no mínimo perturbadoras, mas que marcam o leitor e o fazem pensar sobre a complexidade humana – e eu adoro isso. O thriller é um gênero que não é exclusivo da literatura, e que usa o suspense, a tensão e a excitação como principais elementos para a construção de uma narrativa. E por mais que cada subgênero possua características próprias, algumas são comuns a todos os thrillers, como o ato de esconder informações, cenas de perseguição e clímaces criados para prender o leitor (o famoso plot twist, uma virada inesperada na trama). E, talvez através da observação da tendência que a maioria das resenhas do Fleur têm seguido, o Grupo Editorial Record me enviou vários thrillers muito bons este ano (uma vez que nossa parceria é apenas para envios especiais), e eu não poderia deixar de indicá-los por aqui, afinal, como já comentei em outras postagens, este contato com as editoras têm me proporcionado conhecer títulos e autores incríveis nos últimos anos, que de outro modo talvez não fizessem parte da minha rotina de leitura. De sociedades distópicas tomadas pela tecnologia à casamentos que escondem terríveis segredos e crimes aparentemente inexplicáveis e que precisam de uma solução, confira as indicações!
Título: Robopocalipse. 
Autor: Daniel H. Wilson.
Páginas: 406 páginas.
Editora: Record. 
ISBN: 978-85-01-09539-8.

Sinopse: “Em um futuro próximo, sem ninguém perceber, a tecnologia se volta contra a humanidade. Uma inteligência artificial com imenso poder de processamento chamada Archos consegue escapar de sua gaiola de Faraday e não pode mais ser contida. Silenciosamente, Archos toma o controle de smart cars, de programas que fiscalizam o tráfego aéreo, de redes de computadores.... De toda a estrutura global que organiza e monitora a sociedade. Nos primeiros meses, apenas pequenos bugs são percebidos. Laura Perez, congressista norte-americana e mãe solteira, sente que uma ameaça se aproxima quando acontece algo estranho com uma boneca da filha; o Sr. Takeo Nomura, um solitário inventor e operário japonês é vítima de um ataque de sua companheira robô; Paul Blanton, um soldado americano baseado no Afeganistão, é testemunha da violência que a unidade pacificadora sob sua responsabilidade é capaz de cometer; e um adolescente antissocial de Londres invade uma rede de computadores, cuja existência ele deveria desconhecer, o que o torna alvo de impiedosa perseguição. A maior parte da humanidade não percebe o que está acontecendo até ser tarde demais. E, quando a Nova Guerra começa e se transforma rapidamente em uma catástrofe mundial, a raça humana corre o risco de ser completamente dizimada, a não ser que deixe suas diferenças de lado por um objetivo comum: derrotar as máquinas. Robopocalipse é uma história de ação e suspense – que nos leva a pensar na implicação de estarmos cercados de tecnologia – e um thriller diferente de tudo que foi escrito nos últimos tempos”. 
Título: Um Pequeno Favor. 
Autora: Darcey Bell. 
Páginas: 336 páginas.
Editora: Bertrand Brasil. 
ISBN: 978-85-286-2179-2.

Sinopse: “Neste thriller de estreia, tão arrepiante quanto Garota Exemplar e A garota no trem, a vida de uma mãe solteira é virada de cabeça para baixo quando sua melhor amiga desaparece. Tudo começa com um pequeno favor – uma gentileza comum que mães fazem umas pelas outras. Quando sua melhor amiga, Emily, pede a Stephanie para buscar seu filho Nicky na escola, ela alegremente concorda. Nicky e seu filho, Miles, ambos com 5 anos, são colegas de classe e, como melhores amigos, gostam de estar juntos – exatamente como ela e Emily. Viúva e blogueira que passava o dia em casa, Stephanie fazia o tipo solitária até conhecer Emily, uma sofisticada executiva de RP, cujo trabalho em Manhattan consome grande parte do seu tempo. Mas Emily não volta. Ela não atende ao telefone ou responde às mensagens. Stephanie sabe que algo está terrivelmente errado – Emily jamais deixaria Nicky, não importa o que a polícia diga. Aterrorizada, ela busca ajuda nos leitores de seu blog e pede ao marido de Emily, o bonito e reticente Sean, apoio emocional. É o que lhe resta fazer pela melhor amiga. Até que ela e Sena recebem notícias chocantes: Emily está morta. O pesadelo de seu desaparecimento finalmente chegou ao fim. Será? Porque em breve Stephanie começará a ver que nada – amizade, amor ou mesmo um pequeno favor – é tão simples quanto parece...”. 
 
Título: Segredo de Sangue. 
Autora: Tess Gerritsen.
Páginas: 350 páginas.
Editora: Record. 
ISBN: 978-85-01-10949-1.

Sinopse: “Cassandra Coyle e Timothy McDougal – duas mortes sem nenhuma relação aparente. Há apenas um detalhe em comum: ambos os corpos foram mutilados, e, ainda assim, a causa real da morte permanece desconhecida. Esse é um caso para a detetive da polícia de Boston Jane Rizzoli e para a legista Maura Isles. Um caso duplamente desafiador porque ambas passam por momentos delicados em suas vidas pessoais. Jane está envolvida com a mãe, tentando salvá-la de seu casamento terrível, e Maura lida com a morte iminente da mãe biológica, a infame serial killer Amalthea Lank. Enquanto Jane oferece apoio a Angela, não há nada que Maura possa fazer por Amalthea, exceto encarar um último embate intelectual com a mulher cuja existência assombrou todos os seus dias. Mesmo à beira da morte, Amalthea ainda manipula a filha, deixando pistas enigmáticas sobre o caso dos assassinatos bizarros que Maura e Jane tentam desesperadamente solucionar. Mas o que Amalthea sabe é apenas uma peça do quebra-cabeça. Logo a investigação as conduz a uma misteriosa jovem sobrevivente de um escândalo de abuso sexual na infância, um filme de terror independente que pode estar bem próximo da realidade e uma lista de santos martirizados. E, quando Rizzoli e Isles acreditam ter encurralado um predador diabólico, o passado há muito enterrado ressurge e ameaça levar mais vidas inocentes”. 
 
Título: Destroçados.
Autora: Karin Slaughter. 
Páginas: 448 páginas.
Editora: Record. 
ISBN: 978-85-01-11114-2.

Sinopse: “O corpo de uma jovem é encontrado no fundo do gélido lago Grant, e um bilhete sob uma pedra à sua margem sugere que ela tirou a própria vida. Mas, em questão de minutos, fica claro que não é um caso de suicídio. Trata-se de um assassinato brutal, cometido a sangue-frio. Sara Linton, ex-médica legista do condado de Grant, hospedada na casa dos pais para passar o feriado de Ação de Graças, vê-se envolvida no caso quando o principal suspeito pede desesperadamente para falar com ela. Porém, quando Sara chega à delegacia local, depara-se com uma cena tenebrosa na cela do prisioneiro: ele está morto, e as palavras “Não eu” foram rabiscadas na parede. Algo na confissão dele não faz sentido, então Sara convoca o Georgia Bureau of Investigation. Imediatamente, o agente especial Will Trent interrompe suas férias para se unir à equipe de investigação. No entanto, o que ele encontra é apenas uma muralha de silêncio no condado de Grant, uma comunidade extremamente unida, cujos habitantes possuem elos profundos. E a única pessoa que poderia contar a verdade sobre o que aconteceu está morta”. 
 
Título: Gênese. 
Autora: Karin Slaughter. 
Páginas: 490 páginas.
Editora: Record. 
ISBN: 978-85-01-11111-1.

Sinopse: “Há três anos e meio, a médica Sara Linton se mudou para Atlanta na tentativa de superar uma grande tragédia. Trabalhando no hospital mais movimentado da cidade, ela agora tenta recomeçar a vida. Porém, quando uma paciente chega à emergência gravemente ferida, Sara se depara comum mundo de violência e terror. A mulher foi atropelada por um carro, mas, completamente nua, com marcas de tortura pelo corpo, parece ter sido vítima de uma mente muito perturbada. A polícia começou a investigação nos bosques do subúrbio de Atlanta, próximo ao lugar onde a paciente de Sara foi encontrada, mas o detetive Will Trent, do Georgia Bureau of Investigation, não se dá por satisfeito. Ele logo descobre uma câmara subterrânea, uma caverna de horrores que esconde uma verdade macabra: a mulher que deu entrada no hospital não foi a única vítima desse sádico. Com a ajuda da Dra. Linton, Will e sua parceira, Faith Mitchell, mergulham no turbilhão que é a caça ao assassino. Quando uma mulher desaparece sem deixar vestígios, a verdade os atinge como um golpe brutal: o esconderijo do assassino foi descoberto, mas ele continua em ação. Agora os três, com seus segredos e suas feridas do passado, são o único obstáculo entre um louco e sua próxima vítima. Em uma obra-prima do romance policial, Karin Slaughter reúne pela primeira vez os três protagonistas de suas séries em uma única história – uma corrida contra o tempo e um duelo contra a indescritível crueldade humana”. 
 
Título: Todas as Garotas Desaparecidas. 
Autora: Megan Miranda. 
Páginas: 294 páginas.
Editora: Verus Editora. 
ISBN: 978-85-7686-618-3.

Sinopse: “Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas. Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, em poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece. Agora, Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás. Todas as garotas desaparecidas é um suspense psicológico impactante – contato de trás para frente. Quando você pensa que está seguindo por um caminho conhecido, Megan Miranda – autora revelação do gênero de suspense – vira tudo de cabeça para baixo e nos faz questionar até onde estaríamos dispostos a ir para proteger aqueles que amamos”. 
 
Título: A Torre do Terror.
Autora: Jennifer McMahon.
Páginas: 378 páginas.
Editora: Record. 
ISBN: 978-85-01-10973-6.

Sinopse: “Nos anos 1950, o Hotel da Torre, com seus 28 quartos, era a maior atração da pequena Londres, em Vermont. Hoje está abandonado, vivo apenas na memória de três mulheres – as irmãs Piper e Margot e sua amiga, Amy Slater, filha da família que o administrava. Elas costumavam brincar lá quando pequenas, até o dia em que as brincadeiras desenterraram algo macabro e sinistro do passado dos Slater – algo que determinou o fim da amizade de Piper e Margot com Amy. Com o passar dos anos, as irmãs fizeram tudo o que puderam para deixar o episódio para trás e seguir com a vida; Piper mora na Califórnia, enquanto Margot dedica-se à família e a estudar a história local. Até que um dia Piper recebe uma ligação de Margot em pânico: Amy e sua família estão mortos, supostamente pelas mãos da própria Amy. Só que, antes de morrer, Amy deixou escrita uma mensagem que as irmãs sabem ser direcionada a elas: “29 quartos”. De repente, Margot e Piper são forçadas a revisitar aquele verão fatídico em que encontraram uma mala e cartas que pertenceram a Sylvie Slater, tia de Amy, desaparecida na adolescência. Amy sempre afirmara que a tia havia fugido para Hollywood para viver seu sonho de se tornar a próxima beldade loira dos filmes de Hitchcock, mas a verdade é muito mais complicada que isso. Enquanto elas investigam, uma nova história se desenrola: uma de Sylvie e Rose, duas irmãs que viveram no hotel em seus áureos tempos... e de uma menina que carrega um segredo que vai assombrar as próximas gerações”. 
 
Título: Entre Quatro Paredes. 
Autora: B. A. Paris. 
Páginas: 266 páginas.
Editora: Record. 
ISBN: 978-85-01-10960-6.

Sinopse: “Grace dedicou a vida inteira à irmã, Millie. Em todo emprego que arrumou, em todo relacionamento que teve, em tido precisava levá-la em consideração. Não podia aceitar salários baixos, pois tinha de pagar pela escola especial, onde a menina inclusive morava, então batalhou e conseguiu um cargo importante numa loja de departamento de luxo. Também sempre deixou claro, em todos os seus namoros, que, quando a irmã completasse 18 anos, as duas pretendiam morar juntas – o que determinou o fim de todos os seus relacionamentos. Millie tem síndrome de Down, por isso depende de Grace para muitas coisas. Então ela conheceu Jack Angel. Jack é um advogado bem-sucedido, rico, bonito e charmoso. Todas as mulheres o adoram, todos os homens querem ser como ele. Jack é tudo o que uma mulher sempre sonhou. Por isso, quando os dois começam a namorar, não demora muito para que decidam se casar. E o que é melhor: Jack está mais do que satisfeito em dividir a casa com Millie. No entanto, Jack gostaria que Grace deixasse o emprego, pois, com tantas responsabilidades e viagens no trabalho dela, os dois mal se veriam. Além disso, como vão morar juntos, sugere a Grace que venda a própria casa, oferecendo a ela uma casa nova como presente de casamento. E, para ajudar a futura esposa, propõe que os dois sejam os guardiões legais de Millie. Com o tempo, Jack parece exercer um controle cada vez maior sobre a vida de Grace, e o que parecia um sonho pode acabar se revelando um terrível pesadelo”. 
 
Título: Carbono Alterado.
Autor: Richard Morgan. 
Páginas: 490 páginas.
Editora: Bertrand Brasil. 
ISBN: 978-85-286-2165-5.

Sinopse: “No século XXV, a humanidade se expandiu por toda a galáxia, monitorada pelos olhos vigilantes da Organização das Nações Unidas. Apesar de divisões por etnia, religião e classe ainda existirem, os avanços tecnológicos serviram para redefinir o próprio conceito de vida. Trata-se de uma época em que a consciência de uma pessoa pode ser armazenada em um cartucho na base do cérebro e baixada para um novo corpo quando o atual parar de funcionar. A morte, agora, nada mais é do que um contratempo, uma falha no programa. Takeshi Kovacs, um ex-emissário da ONU que nunca havia posto os pés na Terra, já morreu antes. Sua última morte, porém, causada após um serviço malsucedido, se revelou particularmente dolorosa. Agora em Bay City, a antiga São Francisco, Kovacs é trazido de volta à vida para solucionar o assassinato de um magnata – função imposta pela própria vítima. Mal sabe ele, porém, que esse jogo de gato e rato irá lançá-lo no centro de uma conspiração perversa até para os padrões de uma sociedade que trata a existência humana como um produto a ser comercializado. Para Kovack, o projétil que o atingiu em cheio no peito foi só o começo”. 
 
Título: Polícia: Um caso de Harry Hole. 
Autor: Jo Nesbo. 
Páginas: 546 páginas.
Editora: Record. 
ISBN: 978-85-01-10958-3.

Sinopse: “Ao longo dos anos, o inspetor Harry Hole esteve envolvido nos principais casos de assassinato em Oslo. Seus insights brilhantes e sua dedicação salvaram a vida de muitas pessoas. Mas, quando um assassino brutal ataca a força policial da cidade e a reação da mídia é quase histérica, a Divisão de Homicídios não pode contar com ele. Dessa vez, seus colegas de trabalho estão em perigo, e Harry não se encontra em posição de proteger ninguém – muito menos a si mesmo. A primeira vítima é um policial aposentado, atormentado pela culpa de não ter conseguido elucidar um caso há alguns anos. A segunda, um investigador que, apesar de todos os seus esforços, não encontrou o culpado por estuprar, torturar e esquartejar uma jovem. Ambos mortos com requinte de crueldade nos locais dos crimes que não foram capazes de solucionar. E o assassino não para por aí. Funcionando como uma força-tarefa, os amigos de Harry na polícia – Beate Lonn e Bjorn Holm, da Perícia Técnica, o psicólogo Stale Aune, o chefe da Divisão de Homicídios, Gunnar Hagen, e a brilhante, mas instável Katrine Bratt – entram em ação. Apesar da falta de pistas, eles precisam deter o assassino antes que seus colegas sejam as próximas vítimas. Enquanto isso, um paciente em coma é mantido sob vigilância no hospital universitário, mas muitas pessoas poderosas de Oslo preferiam que ele estivesse morto...”. 
 
Título: Em Águas Sombrias. 
Autora: Paula Hawkins.
Páginas: 364 páginas.
Editora: Record.
ISBN: 978-85-01-10994-1.

Sinopse: “Cuidado com superfícies muito calmas – nunca se sabe o que pode haver embaixo delas. Nos dias que antecederam sua morte, Nel ligou para a irmã, mas Jules, como sempre, não atendeu seu telefonema. Agora Nel está morta. Dizem que ela se suicidou. E Jules foi obrigada a voltar ao único lugar do qual achou que havia escapado para sempre. Mas Jules está com medo. Com um medo visceral. De seu passado há muito enterrado, da velha Casa do Moinho, da certeza de que Nel jamais teria se jogado para a morte. E, acima de tudo, está com medo do rio, e do trecho que todos chamam de “O Poço dos Afogamentos”... Com a mesma escrita frenética e a mesma caracterização precisa dos instintos humanos que cativaram milhões de leitores ao redor do mundo em seu explosivo livro de estreia, A garota no trem, Paula Hawkins nos presenteia com uma leitura eletrizante, que supera todas as expectativas, sobre as histórias que contamos de nosso passado e sobre o poder que elas têm de destruir nosso presente”.
E é isso! Estas são as minhas indicações de thrillers do Grupo Editorial Record que chegaram por aqui este ano (até agora)! Uma das coisas que mais me chamou a atenção nos títulos como um todo é que grande parte dos autores são pouco conhecidos no Brasil, tirando a autora Paula Hawkins, que esteve na Bienal Internacional do Livro deste ano, e o Jo Nesbo, que já é figurinha carimbada para os fãs de suspenses policiais. As histórias são bem construídas, e mesmo as que fazem uso de alguns clichês do gênero conseguem surpreender de uma forma ou de outra no final. Confesso que gostei particularmente das premissas de “Carbono Alterado” e “Robopocalipse”, principalmente por serem as tramas que mais envolvem elementos futuristas e próprios da ficção científica. E você, já leu algum destes thrillers? Tem algum livro para indicar? Deixa aqui nos comentários! Ah, e boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário