quarta-feira, 5 de julho de 2017

TAG: Mestre dos Livros (2017) | Canal do Fleur

Antes de mais nada eu queria dizer que, depois de quase quatro anos de Fleur de Lune, esta é a postagem de número 400 do blog! O que isso significa? Na prática nada, eu só queria compartilhar essa informação mesmo (haha). Mas, agora sim indo ao assunto do post, se você está por aqui há pelo menos um terço deste tempo já deve ter percebido que dentre as coisas que eu mais gosto estão os livros e as tags. E, quando estas duas coisas se unem, é praticamente impossível não responder às perguntas que os desafios propõem! (A verdade é que as tags foram uma das primeiras coisas que conheci na blogosfera, e não dá para dizer não para aquele amor antigo). Tenho uma listinha das mais legais que encontro pela blogosfera afora, ou que vejo no Booktube, e vez ou outra escolho uma para responder por aqui, e, no ano passado, uma em especial foi muito hypada, a “Mestre dos Livros”. Mas, como o canal ainda estava engatinhando, nem me animei para responder. Contudo, como é “ano novo, vida nova” e o canal do Fleur está crescendo cada vez mais, já estava mais do que na hora de tirar a tag da gaveta e falar sobre o que afinal eu faria caso fosse a Mestre dos Livros, não é mesmo? Dá o play:


A tag foi criada pela Ariel, uma booktuber gringa (clique para assistir ao vídeo), e traduzida pela Mariana Reads (clique para assistir ao vídeo), e é composta por sete perguntas que questionam o que você faria caso fosse o ou a mestre dos livros. Como estou respondendo no meio de 2017, optei por títulos lidos do fim do ano passado até agora (julho), e tenho que dizer que não foi uma escolha nada fácil em algumas perguntas! Para a primeira, “Qual livro você faria todo mundo ler?”, optei por “Eu estou pensando em acabar com tudo”, uma leitura relativamente recente que ainda não saiu da minha mente por conta do enredo brilhante criado pelo autor, Iain Reid (clique para ler a resenha). A segunda questão, “O que você aboliria na construção dos livros?”, me fez pensar nas coisas que costumo não gostar em um título, e as páginas e capas brancas foram a primeira coisa na qual pensei, pois sujam muito! Já a terceira, “Qual autor você pagaria para escrever qualquer livro para você?”, teve duas respostas: Neil Gaiman e J. R. R. Tolkien, e acredito que é uma daquelas que nem precisam de justificativa, né? 

A quarta pergunta quis saber “Qual livro você rebaixaria para o porão da biblioteca para dar espaço para novos livros?”, e não precisei pensar muito para respondê-la, já que realmente rebaixei um título para o porão da biblioteca: “Grey”, da série Cinquenta Tons. A quinta pergunta era sobre artistas de capa, ou seja, qual eu pagaria para fazer uma pintura, e Jemima Catlin, que ilustrou uma das versões mais lindas de “O Hobbit” do mundo foi a escolhida. A penúltima questão, “Qual personagem você escolheria o rosto para colocar em uma moeda?”, deu origem a não uma, mas uma série de moedas, que trariam os rostos de personagens #GirlPower como Hermione (Harry Potter), Arwen, Éowyn (O Senhor dos Anéis), Katniss (Jogos Vorazes) e Lia (Crônicas de Amor e Ódio). E por fim, a última pergunta quis saber qual livro ganharia o prêmio Mestre dos Livros 2017, e “Matéria Escura” (clique para ler a resenha) ficou com o pódio por ter sido uma das minhas leituras mais intrigantes e surpreendentes deste ano! E é isso! Se você gostou, não esquece de deixar o seu like lá no Youtube, e se ainda não se inscreveu no canal, não perde mais tempo e se inscreve que toda semana tem conteúdo novo! Ah, e se quiser tirar uma dúvida, fazer uma sugestão ou indicar um livro, filme, série ou quadrinho, deixa aqui nos comentários!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram

Pinterest