sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Pokemon GO: Book Tag


        Desde que o jogo Pokémon GO (finalmente) foi lançado no Brasil, tenho passado meus dias caminhando feito louca pela cidade em todos os intervalos que encontro na rotina, marcado encontros com os amigos nos fins de semana e chegado cada vez mais perto de realizar um dos meus sonhos de criança, no caso, me tornar mestre Pokémon. Pois é minha gente, finalmente tenho a emoção de capturar essas criaturinhas através da mágica dos jogos de realidade virtual (e do meu novo chip da Tim, que tem possibilitado o uso da internet sem as amarras do wifi). E como não se fala em outra coisa há praticamente um mês, não ia demorar para alguém criar uma tag envolvendo o assunto, não é mesmo? E mais: literária! Visitando alguns blogs do meu feed diário, encontrei a "Pokémon GO: Book Tag" no Pequenos Retalhos (clique para ler a postagem), e, como estou preparando uma postagem especial sobre o jogo (que deve ir ao ar até o meio do mês), nada melhor do que começar relacionando-o com algo que eu amo falar sobre: livros. A tag é original do canal Read at Midnight, e foi traduzida pelo Segredo entre Amigas (inclusive, devo as imagens a estes dois canais - e ao Pequenos Retalhos, claro). A ideia é relacionar os títulos com alguns dos Pokémons mais populares, além de itens e situações vividas no jogo. 

      Desde pequena sou apaixonada por histórias, principalmente por influência da minha mãe, e apesar de já ter lido livros encantadores antes dele, o que realmente despertou meu amor pela leitura foi "Harry Potter e a Pedra Filosofal". Na época eu não tinha muitos livros físicos, e li a saga até o penúltimo livro pegando os exemplares emprestados da biblioteca ou com amigos. Para se ter uma ideia, o primeiro livro do "menino que sobreviveu" que pude chamar realmente de meu foi "Harry Potter e as Relíquias da Morte", o último, pois "Harry Potter e o Enigma do Príncipe" era da minha tia e ela só me emprestou para leitura. Hoje fico extremamente feliz de olhar para a estante e ver a coleção completinha e crescendo cada vez mais com os livros extras lançados! ("Harry Potter e a Criança Amaldiçoada", estou olhando para você!). 

        Seja em versão bilíngue, capa dura, brochura, edição especial de colecionador ou a de bolso que custa uns dez reais: todo o meu amor por clássicos sempre vai ser direcionado para "Orgulho e Preconceito", da amada / maravilhosa / querida Jane Austen. Gente, que feitiço é esse que essa mulher jogou nessa história que faz com que eu fique com vontade de sentar encolhida no cantinho e chorar rios de lágrimas pensando como fazer para encontrar um Sr. Darcy? Pelo amor de Deus Jane! Isso não se faz, ainda mais com esse meu pobre coraçãozinho iludido e apaixonado irremediavelmente por personagens literários (é algo inevitável). Já me conformei que ele não vai sair nem do livro nem do filme diretamente para os meus braços, mas mesmo assim. Dói viu. 


      Na época que as distopias "Jogos Vorazes" e "Divergente" foram lançadas eu fiquei com um hype imenso para começar a ler os livros e assistir aos filmes, mas, à medida que o tempo foi passando, fui perdendo o interesse nas histórias porque não se falava em outra coisa. Cheguei até a ver alguns filmes, mas não era mais aquela coisa toda. Ainda quero ler os livros e assistir aos outros filmes, mas são metas que vão ficando cada vez mais no fim da lista. Já os de Divergente eu perdi a vontade completamente, e nem os filmes assisti. Acredito que ainda posso mudar de opinião, mas, por enquanto, eles não me chamam a atenção - e olha que eu adoro distopias. 


      *Insira aqui a maior parte das distopias, sejam as que já li, as que ainda pretendo ler ou as que não quero ler de jeito nenhum* Tudo bem que algumas histórias que se passam em futuros distópicos, onde o mundo acabou por qualquer motivo trazem elementos que as diferenciam substancialmente das demais, mas a verdade é que temos muita coisa do mesmo, com enredos sobre zumbis, doenças que dizimaram a raça humana ou mudanças climáticas bruscas (vai dizer que não?). O mais recente do gênero que li e que se parece com vários outros mas que eu gostei pelo fato de ter um quê de fantasia na trama foi "Frozen: Mundo de Gelo, Coração de Fogo" (clique para ler a resenha). 


      Eu não costumo correr de uma boa leitura, mas nestes dois casos em específico não tive escolha. Simplesmente não tenho ânimo para começar as "Crônicas de Gelo e Fogo" e "Rangers, a Ordem dos Arqueiros". Uma nem tem tantos livros assim, mas eles são simplesmente gigantes; já a outra tem um monte de livros (se eu não me engano são dez), e a quantidade tem um peso extra na hora da decisão, afinal, meu bolso não aguenta a compra de tantos títulos assim - fora que os livros únicos acabam ganhando a preferência e deixando essas séries gigantes cada vez mais no fim da fila de leituras. 


       Na época em que eu não precisava me preocupar com as responsabilidade que vêm com a vida adulta, como trabalhar, fazer trabalhos de conclusão de curso, estudar mais, trabalhar mais - e nada de pular na cama elástica - eu costumava virar noites com frequência lendo. Mas ultimamente não tenho nem a possibilidade nem a disposição necessária para fazer isso (vivo mortinha, mortinha). Mas se não me engano um livro que me manteve acordada quase a noite toda porque eu não aguentava esperar nem mais um minuto para saber o que o desfecho me reservava foi "O Sangue do Olimpo" (Rick Riordan). 


       Está aí uma categoria que rende muitas respostas. Seja de fantasia, ficção científica ou romance, claro, eu sempre acabo shippando um casal de personagens. A cada novo título a lista vai aumentando, mas acredito que os meus maiores OTPs literários são Ron e Hermione (Harry Potter), Quatro e Seis (Os Legados de Lorien - inclusive, não quero nem saber o que vai acontecer no último livro, só sei que eles tem que ficar juntos), e Elizabeth Bennet e Sr. Darcy (Orgulho e Preconceito), que eu considero o OTP da vida, ou seja, nesse top 3 Lizzie e Darcy estão em primeiro lugar, dançando lindamente na cara da sociedade (ao som de violinos e em um baile maravilhoso e super chique em Netherfield Park). 


      Não é que eu nunca me canso, mas toda vez que o Rick Riordan anuncia que vai lançar um livro novo, seja dos personagens já conhecidos das séries de Percy Jackson ou de novos que ele mesmo assim dá um jeitinho de relacionar de alguma forma à elas (olá Magnus Chase), eu já fico louca de ansiedade para ter o título em mãos e ler a história de uma vez só. Sério, é impressionante a velocidade que eu consigo ler um livro do tio Rick. Então, neste caso, as séries que eu gosto muito e que por mim poderiam sair spin-offs infinitos são as de Percy Jackson, tanto do lado grego quando do romano, seja mitologia grega, romana, nórdica ou egípcia, com deuses, semideuses ou esses primeiros sendo transformados em mortais. Para usar uma frase que eu digo com frequência: não vou mentir, AMO. 

      
      Como já falei várias vezes por aqui, as parcerias têm aberto meus olhos para títulos, gêneros e autores novos, e a experiência tem revelado surpresas maravilhosas. Recentemente me encantei profundamente com "The Kiss of Deception" (clique para ler a resenha) e "Confissões do Crematório" (clique para ler a resenha), ambos da DarkSide Books, "Anna Vestida de Sangue" (clique para ler a resenha), da Verus Editora e "Gentil como a Gente" (clique para ler a resenha), da Intrínseca, que por um acaso é o livro de uma das minhas maiores inspirações no jornalismo, a Fernandinha (eu sendo íntima) Gentil. 


     Posso marcar aqui todas as edições especiais em qualquer que seja o idioma que foram lançadas de Harry Potter? Sempre que vejo uma nova meu coração fica pequenininho e aquela vontade nossa de cada dia de ter nascido milionária só cresce. Por favor mundo, eu só queria que aquele box incrível com todos os dvds e itens de colecionador (e de brinde os atores, claro) caísse do céu bem em cima da minha casa. Nunca te pedi nada! (se não sabe de qual estou falando, clique aqui). Ha, tem uma de dvds maravilhosa também, que vem com uma réplica do Castelo de Hogwarts (clique aqui para chorar junto comigo), e uma dos livros lançada recentemente em português que forma a imagem do castelo quando os livros estão juntos no box (clique aqui). E depois deste tópico, as definições de sofrência foram atualizadas. 



       Vale dizer que eu ainda quero ler "Crônicas de Gelo e Fogo" apesar de ter dito que ainda não li por conta do tamanho dos livros? Tudo bem que eles são gigantes - assim como a minha lista de livros não lidos - mas eu gosto muito da série e tenho uma curiosidade sufocante de saber o que se passa nos livros, pois uma amiga que acompanha disse que há várias coisas diferentes (normal), e que eu ia gostar. Também tenho interesse em ler "Desventuras em Série", já que o filme foi uma das melhores coisas que me aconteceu na adolescência! (falando nisso, ansiosa para a série que vem por aí). 


    São tantos, mas tantos. Seja de séries que acompanho ou livros solo dos quais eu preciso desesperadamente, está aí o que mais enche a minha lista de leituras e me deixa com vontade de chorar no cantinho pois sei que não posso ter todos: os lançamentos. Ultimamente estou especialmente ansiosa por "O Martelo de Thor", a continuação da série de mitologia nórdica do Tio Rick, "Magnus Chase e os Deuses de Asgard", e por "The Heart of Betrayal", a continuação de "The Kiss of Deception" das Crônicas de Amor e Ódio. Fiquei extremamente animada em saber que a Caveirinha vai lançar no dia 10 de Novembro (mas já está em pré-venda, clique aqui para comprar o seu). 

      Olhando para a minha estante consigo listar pelo menos quatro autores que se vendem sozinhos, tanto pela repercussão de suas histórias quanto pela própria fama. Digo isso porque tenho uma quantidade considerável de livros de cada um deles, e, pegando isso como parâmetro, tanto J. K. Rowling e J. R. R. Tolkien, quanto Rick Riordan e Douglas Adams merecem ocupar um lugar neste tópico. Em contrapartida, apesar de eu não ter muitos ou nenhum livro dos dois, George R. R. Martin e Stephen King também têm de estar aqui, por motivos que eu nem preciso explicar né (se você não sabe porque, está pior que o Jon Snow, não sabe de nada). 


      Queria aproveitar esse momento para mandar um alô especial para Collen Houck e Stephenie Meyer, que prometeram livros relacionados a suas sagas que não saíram até hoje e seguimos esperando ano após ano (sabe aquela coisa de "nunca pensei que seria otário, fui otário?). Uma nos enredou em sua maravilhosa Saga do Tigre e ficou prometendo o tão sonhado livro na visão do Kishan, "O Sonho do Tigre", mas aí se envolveu em outro projeto, lançou dois livros de uma série relacionada à mitologia egípcia e o dos tigres que é bom, nada. Já a outra prometeu um livro na visão de Edward, "Sol da Meia-Noite", acabou lançando um Crepúsculo com gêneros invertidos (tem resenha, já leu?) e nada de lançar o bendito que prometeu primeiro. E aí, curtiu a tag? O convite para respondê-la está aberto, só não esquece de marcar quem criou e quem traduziu hein?! Agora #partiu porque eu sigo na missão para completar a Pokédex e aqueles monstrinhos não vão se capturar sozinhos!

14 comentários:

  1. Apesar de não jogar Pokemon Go eu adorei a TAG, haha Adorei saber que Sangue do Olimpo te manteve acordada, eu preciso muito ler para terminar logo a série, essa ansiedade já está me corroendo :P
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estou jogando como se não houvesse amanhã, e a tag me chamou a atenção logo de cara! Amei <3 O Sangue do Olimpo quase me matou do coração, então recomendo demais que você leia o quanto antes! Um beijo :*

      Excluir
  2. Eu amei este post e esta TAG, e como leitora inicial, vou precisar de tempo pra fazê-la, mas parabéns pra quem a criou, já daria uma insígnea só pela ideia <3 HAHAHAHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ha que bom que curtiu! Eu amei a tag também e tinha que responder KKK Afinal, Pokémon: temos que pegar KKKKK Sim! Eu também daria uma insígnea <3 Quando responder fala que eu quero ver! Um beijo :*

      Excluir
  3. Gente, como asism essa tag? eu amei. Se fosse filme ou série eu ia amar mais ainda.
    To nesse time igual o seu que nunca cansa de percy jackson <3 hahahaha
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? Eu surtei quando achei essa tag! Menina, adapta e responde com filmes! E o tio Rick ainda vai me falir viu, só acho, porque são tantos livros que nem sei mais o que fazer KKKK Um beijo :*

      Excluir
  4. Muito legal essa tag!
    Eu comprei o livro "Orgulho e Preconceito" e estou ansiosa para ler!
    E estou amando "As Crônicas de Gelo e Fogo".
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? Eu amei! Orgulho e Preconceito é um livro para a vida, leia mesmo e depois me diz o que achou porque eu amo falar sobre ele! As crônicas eu quero começar, mas e a coragem? KKKK Um beijo Aline! :*

      Excluir
  5. A-m-e-i essa tag, simplesmente!

    Achei que fosse a única que não tivesse lido “Desventuras em Série” e as “Crônicas de Gelo e Fogo” hahaha, também estão na lista.

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é ótima né! Achei super criativa a ideia e logo que bati os olhos tinha que responder <3 Desventuras em Série eu amo o filme, assim, amo muito! Mas ainda não criei coragem para ler os livros. Mas estão na lista né KKKK Um beijo : *

      Excluir
  6. Essa tag é sensacional!!!Até porque foi quase impossível não entrar nessa febre de pokémon go! Fiquei tão feliz de ter capturado um pikachu essa semana!! Adorei as suas escolhas Harry potter também foi o livro que despertou o meu amor pela leitura e orgulho e preconceito é um clássico tão amorzinho, né? <3 Colorindo Nuvens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina eu estou na bad que até hoje não consegui meu Pikachu, e eu já estou quase no nível 20. #chatiada Por aqui é complicado porque tem poucas pokestops, mas seguimos assim mesmo né. Obrigada! Eu também amei essa tag, ela é muito criativa <3 Harry Potter é vida né miga, nem se discute, assim como Orgulho e Preconceito <3 Um beijo!

      Excluir