sábado, 4 de junho de 2016

Resenha: Outro Conto Sombrio dos Grimm


"Houve um tempo em que os contos de fadas eram horríveis. Não horríveis por serem entediantes. Não horríveis por serem tão-fofinhos-que-você-quer-se-jogar-pela-janela. Horríveis como está definido no dicionário: Horrível (adj.) - que causa sensação de horror, terror, tristeza insuportável e náusea; também tende a produzir pesadelos, fugas aos prantos para as camas de pais e o encharcar de lençóis. Eu sei, eu sei. Vocês estão pensando: "Contos de fadas? Horríveis? Por favor". Entendo. Se vocês foram criados com as baboseiras que se passam por contos de fadas hoje em dia, não vão acreditar em nenhuma palavra do que estou dizendo". 

       Sinopse: João e o Pé de Feijão? Eu sei, você deve estar pensando que é uma história batida. Mas... tem certeza? E se eu disser que nessa história João tem uma prima? E não caro leitor, o nome dela não é Maria (pelo amor de Deus, esqueça essa Maria). A prima de João é Jill. Uma princesa cuja mãe é um pouco apavorante. E cuja roupa nova é feita de uma seda tão pura que somente os olhos mais treinados são capazes de enxergar. Mas, espera aí, essa roupa não era de um rei, de um imperador? Pois é. Eu disse. As coisas são um pouco diferentes aqui. Nosso amigo Sapo pode explicar. Mas sapo fala? Esse sim. Ele tem três pernas e muita lábia. Cansado de ficar no poço, com as salamandras mais idiotas do reino, ele resolve ajudar João e Jill a procurar um espelho mágico que resolverá todos os seus problemas. Para isso, eles sobem em um pé de feijão e... Tá, tá! Essa parte é igual! Mas duvido que vocês adivinhem o que aconteceu no castelo acima das nuvens! Pensando bem, talvez nessa parte vocês precisem de mais que imaginação... Talvez um lencinho. É um pouco nojento... Preparados? Então abram a capa... Se ousarem. 

Título: Outro Conto Sombrio dos Grimm - João, o Pé de Feijão e Um sapo de três pernas. 
Autor: Adam Gidwitz.
Páginas: 352 páginas.
Editora: Galera Junior.
ISBN: 9788501106865.


"Agora, deixe-me apenas dizer que, se vocês por acaso são do tipo de pessoa que na verdade gosta de contos de fadas fofinhos e bonitinhos, ou do tipo que acha que crianças não deveriam ler sobre decapitação e esquartejamento, ou, finalmente, se vocês são do tipo de pessoa que, ao escutar sobre duas crianças caminhando com dificuldade por uma poça de sangue e vômito, sai correndo do quarto gritando, vocês não precisam se preocupar. Este livro é para vocês. Não há nenhuma decapitação, nenhum esquartejamento, nem pessoas sem roupa ou poças de sangue e vômito em lugar algum deste livro. Pelo menos não nas primeiras páginas".

Algumas Impressões 

        Se é possível você estar aqui neste blog lendo esta resenha, o motivo é simples: eu finalmente terminei e entreguei meu trabalho de conclusão de curso!!!! (fogosdeartifício.jpg) Ainda falta apresentar e enfrentar a banca (e nem está tão longe assim, é dia 15!), mas só quem já passou pela experiência de redigir uma monografia em apenas três meses sabe o alívio e o orgulho que é ver tudo impresso, certinho e lindo, e entregar nas mãos do orientador e dos dois professores avaliadores (e a minha foi quase uma dissertação de mestrado, porque o arquivo final tem 139 páginas). O primeiro pensamento foi: ACABOOOOOOU! (É TETRAAA!). E logo depois bateu aquela emoção de ter uma produção tão importante toda escrita por você. Ainda não consegui dormir o bastante para compensar estes três meses de sono atrasado, e pelos meus cálculos não vou conseguir fazer isso tão cedo, mas o que eu queria dizer mesmo é que toda essa enrolação em uma postagem de resenha é, na verdade, uma tentativa de explicar porque eu anormalmente fiquei tanto tempo longe do Fleur (duas longas e tristes semanas, onde eu olhava para as resenhas e para o tcc e este segundo acabava me prendendo até às quatro da manhã). 


         Mas, voltando ao assunto principal deste lindo post, no mês de abril recebi do Grupo Editorial Record o livro Outro Conto Sombrio dos Grimm, onde o autor, Adam Gidwitz, mais uma vez visita as versões originais dos contos, propostas pelos Irmãos Grimm, mostrando a verdadeira aventura por trás de João e o Pé de Feijão. Adam é um escritor norte-americano que se propõe a recontar os contos de fadas de uma maneira diferente, recuperando – pelo menos em parte – o lado sombrio dos contos originais (e que poucos conhecem). No primeiro livro, Um Conto Sombrio dos Grimm, também publicado pelo selo Galera Júnior, ele revisita a história de João e Maria, também do ponto de vista original dos Grimm. Neste segundo livro, o autor une as histórias dos Irmãos Grimm, de Hans Christian Andersen e de outras figurinhas consagradas do universo do faz de conta para contar um conto de fadas diferente, que narra a aventura de João, de sua prima Jill (que, por sinal. Vestiu um vestido invisível) e de um sapo falante de três pernas que, uma vez que não conseguiu se transformar em príncipe, foi rejeitado pela princesa. 

        Em dado momento, esse trio de protagonistas problemáticos encontra uma mulher que afirma ter a solução para todos os seus problemas – algo que, convenhamos, é naturalmente suspeito. Mas com uma condição: eles precisam lhe dar algo em troca, um espelho mágico que, segundo ela, está no céu. Já entendeu onde o pé de feijão se encaixa? Pois então, essa missão não vai ser nada fácil, e possivelmente regada a terror, acidentes e assassinatos (mas não fale pra ninguém que eu estou lhe contando isso). O que mais me chamou a atenção neste livro é a forma irreverente com que ele é narrado, com uma narrativa em terceira pessoa cheia de interrupções do narrador, que parece conversar com os leitores através de juízos de valor, comentários e até uma piada ou outra, formando um elo interativo entre a história e quem a está lendo. Com um aspecto sombrio, que não chega a ser de terror, mas também passagens muito engraçadas, o Outro Conto Sombrio dos Grimm se propõe a expandir o público dos contos de fadas sem deixar as crianças de lado, com uma leitura fluída e rápida.


Sobre o Grupo Editorial Record

Uma empresa 100% nacional: o maior conglomerado editorial da América Latina fala português. Com onze perfis diferenciados — Record, Bertrand Brasil, José Olympio, Civilização Brasileira, Rosa dos Tempos, Nova Era, Difel, BestSeller, Edições BestBolso, Galera & Galerinha — o objetivo é sempre trazer o que há de melhor para o leitor brasileiro.


4 comentários:

  1. Que amorzinho a novo logo ♥♥ É, eu ainda não tinha visto, desculpa :(( Enfim, voltando ao post, parabéns pelo TCC finalizadooooo, que dê tudo certo lá dia 15, vai se sair muito bem ♥ Sobre o livro, ando querendo ler o anterior pra depois esse também, me atraiu de uma forma diferente, a história parece ser ótima. Gostei bastante da resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada <3 <3 Eu amo a Leia mas senti que estava na hora de tentar coisas novas. E eu ando numa vibe unicórnio que vou te contar KKKKKK Obrigada de novo! Agora é só enfrentar a banca! <3 Eu também senti curiosidade para ler o anterior, vou procurar! Um beijo : *

      Excluir
  2. Esse livro é uma gracinha, né? Eu me diverti bastante com toda a história! Eu já sou fã de um bom livro de fantasia, achei sensacional a ideia de juntar alguns contos de fada em uma trama inédita! Achei super divertida a leitura <333 (ah parabéns pelo tcc, sei bem como é esse alívio!) Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! <3 Eu achei um amor! O autor foi muito feliz ao reunir os contos de uma forma totalmente original e irreverente né? A primeira vista pode parecer que vai dar tudo errado no meio da mistura, mas na verdade dá muito certo! Um beijo : *

      Excluir