quarta-feira, 22 de julho de 2015

Resenha: Percy Jackson e os Deuses Gregos


“Só espero que eu ganhe uns pontos na média por isso. Um editor de Nova York pediu que eu escrevesse o que sei sobre os deuses gregos, e fiquei pensando: Pode ser anonimamente? Porque não estou a fim de despertar a ira dos olimpianos de novo. Mas, se assim eu estiver ajudando vocês a conhecer os deuses gregos e a sobreviver caso algum dia eles apareçam na sua frente, então acho que escrever isso tudo vai ser minha boa ação da semana”.

     O começo de tudo. Como os deuses derrotaram o titã Cronos (que, por sua vez, venceu o pai, Urano). Como Atena acabou saindo da testa de Zeus. Como foi feita a divisão do mundo, e Hades acabou ficando com o Mundo Inferior. Algumas das vinganças de Hera contra as amantes de Zeus (e, acreditem, foram muitas). Como foi quando Zeus mandou uma grande tempestade para aniquilar os mortais. Quando Hefesto tornou pública a traição de Ares e Afrodite, humilhando os dois deuses. Como Dionísio criou o vinho e tornou-se deus. Tudo isso e muitas outras histórias da clássica mitologia grega contadas do ponto de vista divertido e irreverente (e um tanto sarcástico) de quem a vive todos os dias: Percy Jackson.

Título: Percy Jackson e os Deuses Gregos.
Autor: Rick Riordan.
Ilustrações: John Rocco.
Editora: Intrínseca.
Páginas: 336 páginas.
ISBN: 978-85-8057-633-7.


“No outro bosque sagrado de Ares, o que ficava na Cólquida, as coisas aconteceram de forma um pouco diferente. O rei era um tal de Eetes. (Imagino que se pronuncie “ETs” ou algo parecido.) Seus quinze minutos de fama se devem ao fato de o Velocino de Ouro – aquela pele de carneiro que é minha parenta – ter ido parar no reino dele, deixando o lugar imune à doenças, invasões, quedas da bolsa de valores, visitas do Justin Bieber e basicamente qualquer outro desastre natural”.

       Existem muitas versões diferentes dos mitos gregos (tipo, muitas mesmo), mas Percy nos brinda com versões originais, contadas por aqueles que as viveram. É, coisa para poucos. Com comentários divertidos sobre cada um dos doze olimpianos (e alguns mais) e as mais malucas, surreais e esquisitas histórias protagonizadas por eles, é leitura essencial para os fãs das já aclamadas séries deste semideus filho de Poseidon. Assinado pelo autor Rick Riordan e com ilustrações originais de John Rocco (que também é responsável pelas artes das séries Percy Jackson e os olimpianos, As crônicas dos Kane e Os heróis do Olimpo, todas de Rick Riordan), é um prato cheio tanto para iniciantes, quanto para os profundos conhecedores de mitologia grega.


“Estão a fim de ouvir uma coisa apavorante? Imaginem só: Zeus era o deus da lei e da ordem. O cara que jogava raios aleatórios quando ficava com raiva e que não conseguia cumprir os votos de casamento; era esse o cara responsável por garantir que os reis agissem com sabedoria, que conselhos de anciãos fossem respeitados, que juramentos fossem cumpridos e que estranhos fossem recebidos com a devida hospitalidade. Seria como eu me tornar o deus do dever de casa e das boas notas”.

Algumas Impressões

     Eu já tinha lido todos os livros das duas séries relacionadas à Percy Jackson, (inclusive os quatro adicionais), quando este foi lançado. Com 336 páginas cheias de histórias da mitologia grega do ponto de vista de Percy, o livro faz com que a história antiga torne-se mais divertida e envolvente. É realmente complicado deixá-lo de lado quando se começa a ler. Além das maravilhosas e extremamente detalhadas ilustrações de John Rocco, uma coisa que me chamou à atenção são as referências à história já contada através das séries Percy Jackson e os olimpianos e Os heróis do Olimpo. Uma obra que, através do ponto de vista irreverente do filho de Poseidon, nos faz descobrir e também nos interessar pela mitologia grega, além de tornar-se um item valioso para colecionadores.


Observação: Livro cedido pela editora.

Sobre a Intrínseca 

Uma editora jovem, não só na idade – afinal foi fundada em dezembro de 2003 – mas no espírito inovador de optar pela publicação de ficção e não ficção priorizando a qualidade, e não a quantidade de lançamentos. Essa é a marca da Intrínseca, cujo catálogo reúne títulos cuidadosamente selecionados, dotados de uma vocação rara: conjugar valor literário e sucesso comercial.

4 comentários:

  1. Cara eu só fico babando nessas novas edições de Percy Jackson. Acredita que ainda nem li Os Olimpianos?
    Parei nos primeiros livros mesmo, mas tenho a maior vontade de ler esses outros, e essa edição ficou demais!!

    Beijo
    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também acho essas edições novas maravilhosas! Essa é linda, toda ilustrada ♡♡ Eu li todos, gosto muito. E recomendo! ♥♥ Um beijo :*

      Excluir
  2. Aquela vergonha por não ter concluído a história hahahaha
    Preciso voltar a ler
    Linda resenha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu demorei um pouco para terminar kkk São muitos livros! E este livro é lindo <3 Obrigada <3 Um beijo : *

      Excluir