quarta-feira, 17 de junho de 2015

Sessão Pipoca: Meu Namorado é um Zumbi


     Baseado no livro "Sangue Quente" (Warm Bodies), escrito por Isaac Marion, o filme  se passa em um mundo pós apocalipse, e conta a história de R (Nicholas Hoult), um zumbi que vive em crise existencial tentando se adaptar à sua nova condição. Não se sabe ao certo o que causou o tal apocalipse. Poderia ter sido uma praga, guerra biológica ou até mesmo um macaco radioativo, mas a questão é que, agora, a maior parte da população mundial se transformou em zumbis comedores de cérebros. Antes que você me pergunte "mas e a outra metade?", estes, meus amigos, são considerados a resistência, e vivem em uma espécie de comunidade cercada por um muro gigante para garantir sua sobrevivência. É, são tempos difíceis. 

Título: Meu Namorado é um Zumbi.
Duração: 1 hora e 37 minutos.
Direção: Jonathan Levine.
Lançamento: 08 de fevereiro de 2013.
Gênero: Comédia, Romance, Terror.


      Em uma expedição para fora do muro em busca de remédios, Julie (Teresa Palmer), filha do governador deste novo sistema de organização humana, encontra R, quando o grupo dela é atacado por ele e outros zumbis em busca de comida. O mais inusitado é que Julie - antes uma possível vítima - acaba despertando algo nele, que se apaixona por ela e pretende fazer de tudo para conquistá-la. Uma paixão que acaba reacendendo o ser humano dentro de R, e que inicia uma reação em cadeia entre os outros mortos-vivos. Mas seria mesmo possível que humanos e zumbis pudessem conviver juntos? Será mesmo que eles podem mudar? (e tornar-se convenientemente vegetarianos?) Mesclando três gêneros cinematográficos diferentes,  a história é  uma mistura improvável de comédia romântica e filme de zumbis que poderia ter dado errado, mas que, pelo contrário, deu muito certo! Recheada de sacadas inteligentes e indiretas críticas sobre o modo de vida adotado na pós modernidade, trás lições importantes sobre união e principalmente sobre o amor, além de colocar em discussão as diferenças e a forma como lidamos com tudo aquilo que não compreendemos. 


     
       Desde a primeira vez que o vi  (e gostei tanto que minha melhor amiga me deu o DVD no natal), percebi que, por trás de todo o jeito meio tosco que ele pode ter a primeira vista (Aviso: fãs de zumbis e banhos de sangue mais ortodoxos podem achar meio água com açúcar), a mensagem do autor é muito clara: estamos nos esquecendo das coisas realmente importantes, e, de alguma forma, nos transformando em zumbis pós modernos (quem ai não larga mais o celular?). Por mais engraçado e divertido que este filme seja, também vale à pena olhar para ele por outros ângulos, prestar atenção nas entrelinhas.  O elenco, cuidadosamente escolhido, não poderia ter atores melhores. Destaque para Nicholas Hoult (o Fera, de X-Men),  no papel de R, que, apesar de não ter muitas falas, compensa na expressividade, o que é essencial para o desenrolar dos fatos.

Observação: Esta postagem faz parte do projeto 24 filmes para 2015, do grupo Blogs que Interagem, categoria Terror.

10 comentários:

  1. Eu tive a felicidade de ler o livro do Isaac e dizer que é uma grande história. Como você mesma disse, alguns fãs mais... conservadores... de zumbis acham que o fato de um morto-vivo se apaixonar, é uma afronta a comunidade zumbi. No entanto, eu adorei a forma com o R. foi explorado, das emoções dele, das coisas que realmente importam. Não tive a oportunidade de ver o filme ainda, apesar de ter começado a vê-lo no Netflix. Mas acho que irei curtir tanto quanto curti o livro. Haha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas tenho vontade! Gosto bastante da história <3 Pois é, eu acho que as pessoas deviam se abrir mais às coisas novas, aos novos ângulos de uma coisa que já existe e não só reprodução do mesmo. Mas enfim, cada um tem seu gosto né?! Um beijo : *

      Excluir
  2. Bah, vi esse filme esse mês e também fiz resenha! Inclusive tá agendada, então não estranhe quando ver no meu blog uahuahau <3 Me surpreendi bastante com o filme e foi pro coração <3 Desde os primeiros minutos achei sensacional e a moral de tudo foi muito gostosa de ver. Tô super afim de comprar o livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse filme é amor <3 À primeira vista pode até parecer bobo, mas é muito bom! kkkkk Vou lá ler sua resenha <3 Eu também estou louca para comprar o livro! Um beijo : *

      Excluir
  3. Oi, Lettícia. Quando o filme saiu nos cinemas quis loucamente assistir, mas infelizmente não consegui. Porém, assim que saiu no telecine eu vi e adorei também. A história é muito boa e tenho vontade de ler o livro. xD

    bjosss,

    www.papuff.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi em DVD já, nem soube quando estava no cinema. Mas depois de assistir fiquei louca de vontade de ler o livro também! Um beijo : *

      Excluir
  4. A primeira vez que li algo sobre esse filme fiquei morrendo de vê-lo, mas porque achei hilário, quis ver pela 'zueira', mas saber através do teu post que o filme vai além e toca na nossa 'humanidade'.... Fiquei curiosa para assistir pra valer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! Tem zueira, claro, mas o sentido oculto é bem mais legal. É uma história muito inteligente. Assiste e me conta o que achou! Um beijo : *

      Excluir
  5. Eu tenho esse livro Sangue Quente há anos e nunca o li. Quando comecei a ver o filme aleatoriamente no Netflix, percebi que reconhecia a história de algum lugar, e como eu já tinha lido o primeiro capítulo, logo soube de onde. Achei mediano, (mais pelo fato de não ser mesmo o tipo de filme que me "entusiasma", mas é bem legalzinho pra passar o tempo! ^^ Beijos Letts! <3
    4sphyxi4.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu quero muito esse livro! Estou louca por ele, está entre os livros da lista de próximas compras <3 Eu curti ele por ser engraçado, mas também por mesclar algumas críticas aos comportamentos sociais em meio à história, meio ocultos sabe. Um beijo! <3

      Excluir