sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Sessão Pipoca: O Destino de Júpiter


     Lançado em cinco de fevereiro de 2015, o filme tem a mesma direção da trilogia Matrix e dos filmes Speed Racer e A Viagem. O enredo gira em torno de Júpiter (Mila Kunis) uma jovem que, mesmo sem saber, tem o poder de mudar o destino de todos os habitantes da Terra.  Quando é atacada por seres alienígenas que tentam assassiná-la, ela conhece Caine (Channing Tatum) um ex-militar alterado geneticamente que tem a missão de protegê-la e levá-la para assumir seu lugar na realeza intergaláctica. Coisa que pode colocar a vida dela (e de sua família) em perigo, uma vez que se descobre no meio de uma disputa familiar de poderosos donos de planetas.


"Jupiter Jones (Mila Kunis) é a descendente de uma linhagem que a coloca como a próxima ocupante do posto de Rainha do Universo. Sem saber disto, ela segue sua vida pacata trabalhando como empregada doméstica nos Estados Unidos, país onde vive após deixar a Rússia. Um dia, ela recebe a visita de Caine (Channing Tatum), um ex-militar alterado geneticamente que tem por missão protegê-la a todo custo e levá-la para assumir seu lugar de direito" (Adoro Cinema).

Título: O Destino de Júpiter (Jupiter Ascending).
Duração: 2 horas e 07 minutos.
Direção: Andy e Lana Wachowski.
Gênero: Ficção Científica, Aventura, Ação.

     Os efeitos são o maior destaque do filme (ainda mais em 3D), além da quantidade de diferentes criaturas alienígenas (cada uma mais interessante que a outra) e dos planetas e naves onde vivem os irmãos Abrasax. O enredo, que se passa nos dias atuais, mistura diversos assuntos, como imortalidade, reencarnação e até mesmo burocracia, sendo esta uma parte bem engraçada do filme. 
   Desde que entrou em cartaz, O Destino de Júpiter recebeu várias críticas, muitas delas negativas. Particularmente, gostei bastante do filme, principalmente dos efeitos, dos figurinos maravilhosos, das relações entre os personagens e da abordagem que trás a possibilidade de haver vida inteligente e até superior  aos seres humanos (em alguns casos) fora do planeta Terra.      


Observação: Esta postagem faz parte do projeto 24 filmes para 2015 , do grupo Blogs que Interagem, categoria Ficção/Ficção Científica. 

2 comentários:

  1. Devo admitir que o trailer não me animou muito, pois parecia só mais um filme cheio de efeitos e sem história. Mas lendo seu post, repensei e pra falar a verdade agora estou com bastante curiosidade de ver. A história parece ser muito interessante e as imagens são incríveis. Obrigada pela dica!
    Um abraço ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, apesar de não ser uma história "marcante" eu gostei da forma como as coisas são abordadas no enredo, e como novas descobertas são feitas ao longo do caminho. E os efeitos são um show à parte! Se os atores não falassem nada e rolassem os efeitos eu já sairia da sala de cinema feliz kkkkk Assiste e me diz o que achou! Um beijo : *

      Excluir